Cultura

José Cid recebe Grammy em Las Vegas | VÍDEO

"Saber que alguém se lembrou de nós, num país tão pequenino e tão longe como é Portugal. Mas um país de encanto. Visitem Portugal e vão ver que estou a falar verdade”, referiu.

José Cid recebeu esta quarta-feira, em Las Vegas, nos Estados Unidos, um prémio Grammy de Excelência Musical, entregue pela Academia Latina de Gravação. Durante o seu discurso, José Cid pediu desculpas mas disse que queria falar na sua língua, “a língua de Camões, a língua de Fernando Pessoa”.

“Queria pedir o maior aplauso a todos os que vão ganhar este Grammy, que é muito importante para todos nós. Saber que alguém se lembrou de nós, num país tão pequenino e tão longe como é Portugal. Mas um país de encanto. Visitem Portugal e vão ver que estou a falar verdade”, referiu.

O cantor sublinhou ainda a qualidade musical que existe em Portugal: “Não sou sozinho. Tenho mais dez cantores da minha geração e mais dez cantores da nova geração fantásticos. Grandes poetas, grandes músicos, grandes cantores. Queria por isso pedir um aplauso ao meu irmão da música, aqui presente, Tozé Brito”, acrescentou.

Para terminar, José Cid cantou a música “Nasci p’ra Música” e sublinhou que tenciona continuar a fazer canções polémicas.“Vou continuar a cantar as minhas canções de amor, as minhas canções de ternura mas também as minhas canções de ódio contra a segregação racial, contra o racismo, contra a energia nuclear e contra a poluição. A favor das pessoas que mais necessitam, a favor deste planeta”.