Politica

BE questiona Governo sobre instabilidade na Global Media

Questão dirigida à ministra da Cultura

O Bloco de Esquerda questionou esta segunda-feira o Governo sobre a instabilidade que se vive no grupo Global Media.

Na questão dirigida à ministra da Cultura, o deputado Jorge Costa pergunta qual será a intervenção do Governo "para assegurar a boa gestão, defesa dos postos de trabalho e sustentabilidade" do grupo, que detém o Diário de Notícias, Jornal de Notícias, TSF e outros meios de comunicação.

"Estando em causa um conjunto de órgãos de comunicação centrais na comunicação social em Portugal, o Bloco de Esquerda questiona o governo sobre a situação do grupo Global Media", questiona o partido, citado pela agência Lusa.

"Que intervenção teve ou pretende ter o governo para assegurar a boa gestão, a defesa dos postos de trabalho e a sustentabilidade de órgãos de comunicação social com a importância, histórica e atual, dos detidos pelo grupo Global Media", questiona ainda. "A preocupação com as ameaças ao emprego e aos direitos dos trabalhadores do grupo Global Media vem a par da consideração dos graves impactos que a crise deste grupo já tem (e pode vir a ter) na comunicação social portuguesa”, acrescenta.

Recorde-se que, no sábado, os trabalhadores da TSF ameaçaram recorrer à greve se a administração do grupo não explicasse dentro de 10 dias todas as questões relacionadas com a já anunciada reestruturação da Global Media.

Os trabalhadores querem "um esclarecimento claro e cabal de quem tem poder de decisão dentro da empresa sobre a reestruturação anunciada, incluindo rescisões por mútuo acordo e um eventual despedimento coletivo, número de trabalhadores a dispensar, critérios para esses despedimentos e datas para que esta reestruturação avance", exigindo também a divulgação das contas de 2018 "com as devidas explicações sobre as opções de gestão que levaram ao atual estado do Global Media Group, nomeadamente investimentos feitos em áreas que não tiveram o retorno esperado, prejudicando todo o grupo".