Desporto

Depois de ausência devido à morte da filha, Luis Enrique está de regresso à seleção espanhola

Xana, de apenas nove anos, morreu vítima de cancro.

Luis Enrique está de regresso à seleção espanhola. Depois de um período de ausência devido à morte da sua filha, de nove anos, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou, esta terça-feira, que o técnico está de volta ao cargo de selecionador.

"Hoje podemos confirmar que Luis Enrique regressa ao seu posto de trabalho. No passado dia 19 de junho reuni com Molina e Robert Moreno para explicar quem ocupava o cargo de selecionador. Deixei claro que no momento em que Luis Enrique quisesse voltar, ele voltaria", começou por dizer Luis Rubiales, presidente da RFEF.

"Luis Enrique tinha as portas abertas. Disse-o de maneira clara e com plena sinceridade. Desde a morte da filha de Luis Enrique que falamos com ele em três ocasiões. A primeira a 29 para lhe dar os meus pêsames. Falámos numa reunião no final de outubro e voltei a falar, ontem (...) Entre essa chamada e a reunião, Robert Moreno, a quem estamos muito agradecidos, numa reunião com Molina e comigo, disse que tinha falado com o Luis e transmitiu-nos que ele quer voltar a treinar", acrescentou.

"Fizemos as coisas sempre com respeito, integridade, transparência e rigor. A Federação é leal com as pessoas, tanto com Luis Enrique como para quem ocupou o seu lugar e a quem foi explicado que Luis Enrique quisesse voltar, voltaria. Luis Enrique teve que abandonar a seleção pela pior situação que um pai pode viver. Luis Enrique é o líder deste projeto. Contratámos o Luis Enrique e a equipa dele. Tinha a promessa de que as portas estariam abertas. Este projeto continua até ao Mundial do Qatar. Queremos desejar-lhe um feliz regresso", rematou.

Recorde-se que, depois da saída de Luis Enrique, Robert Moreno assumiu o comando técnico da seleção espanhola de forma interina.

A filha do técnico, Xana, morreu vítima de cancro.