Internacional

Casal vegan acusado do homicídio do filho de 18 meses alimentava bebé apenas com fruta e legumes

Pais obrigavam filhos a seguir dieta vegan.

Um casal, do estado norte-americano da Flórida, está a ser acusado da morte do filho de 18 meses. A criança morreu devido ao seu estado de subnutrição, uma vez que era alimentada apenas com frutas e vegetais crus.

Sheila e Ryan O’Leary vão ainda enfrentar crimes por negligência infantil. O casal, que era vegan, obrigava os filhos a seguir a sua dieta.

De acordo com o New York Post, que cita fonte da polícia, o bebé morreu no passado dia 27 de setembro. Foi a própria mãe, de 35 anos, a ligar para o número de emergência, dando conta que o bebé estava com frio e dificuldades em respirar. Quando as autoridades chegaram à casa da família, a criança, visivelmente desnutrida, foi declarada morta.

Segundo o relatório policial, a mulher confessou que a família era vegan e que os seus quatro filhos estavam a fazer uma dieta de alimentos crus: comiam frutas como manga, banana, ou abacate. Sheila O’Leary contou ainda que o bebé não comia alimentos sólidos há uma semana e que, por considerar que a sua falta de apetite estava relacionada com dores de crescimento dos dentes, alimentou-o com leite materno.

A autópsia acabou por confirmar que a criança morreu de subnutrição. Foi ainda identificada desidratação e problemas no fígado. Com 18 meses, pesava apenas oito quilos, o peso normal para um bebé de sete meses.

Além do bebé, outras duas das três filhas do casal, estavam também com peso abaixo do normal para a idade.

O casal, que se encontra detido sob uma fiança de 250 mil dólares, mais de 225 mil euros, vai agora ser julgado por homicídio e negligência infantil.