Economia

Atividade económica e clima económico diminuem em Portugal

Descidas residuais referentes aos meses de setembro e outubro, divulgados nesta quarta-feira pelo INE.

 

Os indicadores de atividade económica e de clima económico em Portugal, disponíveis em setembro e outubro, respetivamente, tiveram uma quebra, de acordo com os dados revelados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em relação ao indicador de atividade económica, referente a setembro, o INE indica uma descida para os 1,8%, em relação aos 1,9% verificados em agosto. Esta diminuição vem confirmar a tendência dos últimos meses, com sucessivas descidas, e que afasta os números atuais dos valores máximos registados em 2019 (2,7% no mês de janeiro).

Já o indicador de clima económico acompanha igualmente esta queda, passando dos 2,2%, verificados em setembro, para os 2,1%, em outubro.

Segundo o INE, o indicador quantitativo do consumo privado “estabilizou em setembro, refletindo contributos positivos idênticos das componentes de consumo corrente e consumo duradouro relativamente a Agosto”. O indicador de Formação Bruta de Capital Fixo desacelerou em setembro, “devido ao contributo positivo menos intenso da componente de construção e ao contributo negativo mais intenso da componente de material de transporte”.