Internacional

Israel lança ataque aéreo nos arredores de Damasco

Tem havido surtos esporádicos de tensão entre a Síria e Israel.

Pelo menos dois civis morreram e muitos outros ficaram feridos com os ataques aéreos de Israel nos arredores de Damasco, capital da Síria, esta quarta-feira, segundo os media locais citados pela Al Jazira

Em comunicado, as Forças de Defesa de Israel disseram que os ataques focaram-se em alvos terroristas iranianos e sírios e notaram que um míssil de defesa havia sido disparado em retaliaçõa “apesar dos avisos claros para evitar esse tipo de fogo”. “Como resultado, um número de baterias de defesa aérea sírias foram destruídas”.

Tem havido surtos esporádicos de tensão entre a Síria e Israel, especialmente a partir da altura que se começou a sentir a influência iraniano em terras sírias. Na terça-feira foram lançados quatro rockets de território sírio em direção aos Montes Golan, controlados por Israel - não houve qualquer ferido, segundo os militares israelitas.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse na quarta-feira que os ataques foram planeados para atingir locais militares da Força Quds e alvos militares sírios “depois que uma série de rockets terem sido lançados contra Israel”.

“Fui muito claro no caso de alguém tentar prejudicar-nos - nós ferimo-los”, avisou Netanyahu. “Vamos continuar a manter a segurança de Israel vigorosamente”. 

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado no Reino Unido, tem números bem diferentes dos media locais. Acredita que o ataque tenha vitimizado 21 pessoas, a maioria destas combatentes iranianos. O grupo disse que os ataques aéreos foram realizados por volta das 13h30 e tinham como alvo armazéns de armas pertencentes à Força Quds em dois subúrbios de Damasco e outros locais, incluindo a base aérea de Mezzeh.