Economia

Endividamento da economia sobe 1,9 mil milhões

Valores foram divulgados pelo Banco de Portugal e são relativos ao mês de setembro. Endividamento fixa-se nos 725,8 mil milhões.

O endividamento do setor não financeiro fixava-se nos 725,8 mil milhões de euros, dos quais 319,9 mil milhões diziam respeito ao setor público e 405,9 mil milhões de euros ao setor privado, anunciou o Banco de Portugal esta quinta-feira. Os valores são relativos ao mês de setembro.

Quando comparado ao mês anterior, agosto, o endividamento do setor não financeiro registou um aumento de 1,9 mil milhões de euros. O Banco de Portugal explica que “este aumento deveu-se, essencialmente, ao acréscimo de 1,7 mil milhões de euros no endividamento do setor privado e de 0,2 mil milhões de euros no endividamento do setor público”.

O banco central explica também que o aumento do endividamento do setor privado resultou essencialmente do incremento do endividamento das empresas privadas face ao exterior, a rondar os 1,5 mil milhões de euros. “Adicionalmente, o endividamento dos particulares face ao setor financeiro aumentou 0,2 mil milhões de euros”.

Já a subida do endividamento do setor público, “traduziu-se, principalmente, no acréscimo do endividamento face ao exterior (1,1 mil milhões), que foi parcialmente compensado pela diminuição do endividamento face ao setor financeiro (0,8 mil milhões de euros).