Internacional

Mulher sem-abrigo é morta com dois tiros por pedir esmola

O homem deixou a mulher sem-abrigo no meio da rua. 

Uma mulher sem-abrigo foi assassinada por estar a insistir com um homem para lhe dar esmola, no município de Niterói, no Brasil. O crime foi gravado por câmaras de vigilância na rua, o que ajudou as autoridades a encontrar o responsável pela morte de Zilda Henrique dos Santos Leandro.

Aderbal Ramos de Castro, um comerciante da zona não gostou da insistência da mulher, que lhe pediu várias vezes para lhe dar um real (cerca de 22 cêntimos). Poucos segundos depois de Zilda Leandro começar a falar com ele, Aderbal Castro dispara dois tiros e abandona a mulher no meio da rua.

De acordo com uma testemunha, citada pela Globo, o homem ainda olhou duas vezes para trás, no entanto acabou por seguir o seu caminho "friamente".

Uma mulher que conhecia Zilda Leandro viu-a estendida no meio da rua e pediu auxilio aos carros que passavam, para ajudar a mulher, no entanto nenhum condutor parou. Os serviços de emergência acabaram por chegar, no entanto a mulher sem-abrigo acabou por morrer no hospital.

O homem foi detido esta quarta-feira. Segundo a advogada do comerciante, Daniela Lopes, Aderbal agiu em legítima defesa, visto pensar que Zilda Leandro o ia assaltar.