Economia

Pescadores exigem aumento de quota da sardinha

“Queremos possibilidades de pesca de acordo com a abundância do recurso”.

As associações ibéricas que estão ligadas à pesca da sardinha querem que a quota de captura deste peixe suba para as 30 mil toneladas já no próximo ano. O anúncio foi realizado pelas próprias associações durante o 4.º encontro ibérico do setor da produção de sardinha, com estes profissionais, em Matosinhos.

No encontro, Humberto Jorge, da Associação Nacional das Organizações de Produtores da Pesca e do Cerco (ANOP – Cerco), destacou que são precisas melhorias nesta área. “Queremos possibilidades de pesca de acordo com a abundância do recurso. Merecemos isso porque é uma forma de compensar os sacrifícios e esforços que os pescadores e armadores tiveram nos últimos anos, esforços e sacrifícios que estão a ter repercussões positivas no crescimento do recurso”, disse.

As 30 mil toneladas pedidas pelos pescadores baseiam-se na certeza dos mesmos de que o próximo ano será um ano de recurso em abundância. “Temos sintomas que nos deixam muito animados e que nos levam a exigir, juntamente com nossos colegas espanhóis, aos Governos português e espanhol uma definição das possibilidades de pesca para 2020 de acordo com a abundância que está no mar e permita ao setor sobreviver e ter uma atividade mais prolongada, contrariamente ao que aconteceu em 2019”, disse Humberto Jorge.