Desporto

Premier League. Moutinho põe Wolves em zona europeia

Médio internacional português marcou de livre direto. Everton perdeu em casa com o último e adeptos já pedem demissão de Marco Silva

Depois de José Mourinho, que se estreou no comando técnico do Tottenham com uma vitória em casa do West Ham (2-3), no dérbi do norte de Londres, outro treinador português teve razões para sorrir na ronda deste sábado da Premier League: Nuno Espírito Santo, que viu o seu Wolverhampton vencer por 2-1 no terreno do Bournemouth e assim ascender aos lugares que garantem o acesso às competições europeias (quinto, para ser mais exato).

Um triunfo, de resto, que contou quase totalmente com contribuição lusa: Rui Patrício, Rúben Vinagre, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota foram utilizados e foi Moutinho a abrir o marcador, com um golaço de livre direto (21 minutos), cabendo ao mexicano Raúl Jiménez (ex-Benfica) ampliar a vantagem do Wolves dez minutos depois. Cook ainda reduziu para a equipa da casa na segunda partre (59'), mas o resultado não se voltaria a alterar.

Pelo contrário, Marco Silva viu o Everton ser derrotado no seu próprio terreno pelo Norwich, último classificado (0-2), oque espoletou o aumento do tom das críticas ao trabalho do treinador português - um bom exemp´lo é o que se pode ver neste vídeo, com um adepto a pedir diretamente ao presidente do clube, Bill Kenwright, para despedir o técnico.

 

 

No topo da tabela, tudo na mesma. O Liverpool voltou a tremer, mas conseguiu garantir os três pontos na visita ao reduto do Crystal Palace (1-2), tal como o Leicester, a fazer uma temporada sensacional: os foxes, com Ricardo Pereira em campo os 90', venceram por 2-0 em casa do Brighton e seguem no segundo posto, aconteça o que acontecer no jogo grande da ronda entre Manchester City e Chelsea. Já o Arsenal continua a desiludir profundamente: desta vez, não foi além de um empate (2-2) na receção ao aflito Southampton (que contou com Cédric Soares no jogo todo), ocupando agora um dececionante sétimo lugar.