Sociedade

Grávida perdeu bebé às 40 semanas de gestação depois de ir várias vezes às urgências em Aveiro

Mulher tinha ido uma dezena de vezes às urgências.

Um casal de Águeda acusa o Hospital de Aveiro de negligência médica, depois de a mulher, que estava grávida, perder a bebé às 40 semanas de gestação, avança a SIC Notícias.

Em declarações à estação televisiva, Alan Silva, o pai, contou que a cesariana estava marcada para esta segunda-feira, às 41 semanas de gestação. No entanto, a bebé acabou por morrer, no último sábado. A mulher, que sofre de asma, foi internada na quarta-feira e diagnosticada com uma pneumonia, depois de ter ido várias vezes às urgências nas últimas semanas, com dores e falta de ar, mas nunca ter sido internada até então.

A família, que aguarda o resultado da autópsia, exige explicações e acusa aquela unidade hospitalar de incompetência. Além de já terem apresentado uma reclamação nos serviços hospitalares, o casal vai agora contratar um advogado para apresentar uma queixa por negligência médica, defendendo que o parto devia ter sido realizado antes.

À SIC, o Hospital de Aveiro garantiu que o bebé nunca esteve em risco e que nada fazia prever o que aconteceu.