Politica

PCP endurece discurso contra o PS

A análise do programa socialista serviu como um sério aviso a António Costa.

O comité central do PCP reuniu para marcar o congresso do partido (27, 28 e 29 de novembro de 2020), mas também para avaliar a relação com o Governo do PS. E a análise do programa socialista serviu como um sério aviso a António Costa: “Um programa que, no essencial não só não abre perspetivas de avanços, como indicia caminhos de sentido negativo ou até de retrocessos”, defendeu o comité central comunista na reunião do passado dia 24.

No comunicado do comité central, os comunistas lembram ainda o seu papel de oposição e reivindicam “uma outra política em rutura com os elementos nucleares da política de direita que o PS não abandonou”. No texto acrescentam também que o quadro político, ideológico e institucional mudou.

O PCP assinalou ontem, entretanto, Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, com várias propostas de combate à violência doméstica, com um projeto de resolução com várias recomendações. Entre elas está o “reforço dos meios financeiros, técnicos e humanos e maior celeridade na avaliação de risco e na decisão de medidas de proteção à vítima e de coação ao arguido em 72 horas”.