Sociedade

Portugal aceita acolher 20 pessoas resgatadas por navios humanitários

Portugal já acolheu 150 pessoas desde 2018

Portugal já comunicou à Comissão Europeia que tem disponibilidade para acolher até 20 pessoas que foram resgatadas pelos navios humanitários Open Arms, Aita Mari e Ocean Viking.

Segundo informou o Ministério da Administração Interna (MAI), Portugal junta-se assim à França, Alemanha, Espanha, Itália e malta como país que já se disponibilizou para receber parte das 364 pessoas que estão a bordo desses navios. O MAI refere que este se trata de um "gesto de solidariedade humanitária para com a questão da migração e das tragédias humanas que se verificam no Mediterrâneo".

Apesar de Portugal ter vindo a participar em todos os processos de acolhimento recentes - registando 150 pessoas acolhidas desde 2018 - o MAI refere que "o Governo português continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder ao desafio migratório".