Sociedade

Falta de funcionários encerra Escola Costa Cabral no Porto

Coordenadora da escola esperava 11 funcionários ao serviço, mas apareceram apenas seis 

A Escola Básica de Costa Cabral, do agrupamento de escolas de Eugénio de Andrade no Porto, encerrou hoje devido à falta de funcionários.

Segundo Lúcia Pinto, coordenadora da escola, era esperado que estivessem ao serviço 11 auxiliares operacionais, contudo estão apenas seis, o que "impossibilita o funcionamento da escola". A mesma explicou ainda à agência Lusa que este estabelecimento tem 320 alunos do pré-escolar e ensino básico.

A responsável do estabelecimento não adiantou por quanto tempo o mesmo estará encerrado e chamou a atenção para o facto de na sexta-feira se realizar uma greve nacional de trabalhadores não docentes dos estabelecimentos de educação e ensino da rede pública.