Economia

TAP perde 12 milhões de euros com obras na Portela

Companhia aérea estima ainda atrasos e cancelamentos de alguns dos seus voos.

A TAP estima perdas de 12 milhões de euros e fortes constrangimentos, como atrasos e cancelamentos nos seus voos, na sequência das obras no aeroporto de Lisboa, agendadas para o primeiro semestre de 2020. O alerta é de Ramiro Sequeira, Chief Operating Officer (COO) da companhia aérea, em declarações à agência Lusa.

O Aeroporto Humberto Delgado vai entrar em obras no inicio do próximo ano, tendo em vista a criação de duas saídas rápidas de pista, levando ao encerramento das operações entre as 23h30 e as 05h30, durante todo este período.