Desporto

Benfica ataca arbitragem de Fábio Veríssimo

Clube da Luz não compreende decisão de não atribuir terceiro golo do Benfica ao avançado Vinicius.

O Benfica venceu o Marítimo por quatro bolas a zero no passado sábado. Inicialmente pensava-se que tinham sido atribuídos três golos a Vinicius, mas mais tarde o relatório do árbitro viria a referir que um dos golos foi considerado golo na própria baliza do defesa do Marítimo.

O Benfica não compreende esta decisão e criticou a arbitragem de Fábio Veríssimo na Newsletter do clube desta segunda-feira.

"Sabemos que não há uma lei que determine o que é um autogolo e que a avaliação do árbitro é soberana. No entanto, é conhecida a recomendação da FIFA para determinar este tipo de lances: ‘Se a bola entrasse sem a intervenção do defensor, o golo deve ser atribuído ao atacante, mesmo que não seja ele o último a tocar-lhe.’ Simples e evidentemente aplicável ao lance do terceiro golo da nossa equipa", refere a newsletter.

"Este erro deturpa a realidade, desvaloriza o mérito de Vinícius, desrespeita o espírito do jogo, contraria a recomendação da FIFA e prejudica Grolli, do Marítimo, que vê o seu esforço em evitar um golo adversário transformado numa ação penalizante para o seu currículo. Para nós Vinícius fez um hat-trick porque foi ele quem marcou três dos quatro golos da nossa equipa, mesmo que, por absurdo, nenhum lhe tivesse sido atribuído".