Sociedade

Unidade dos grandes contribuintes já integra 1700 pessoas

Secretário de Estado revela que lista dos mais ricos do país com acompanhamento do Fisco representa 50% da receita fiscal total.

A unidade dos grandes contribuintes do Fisco identificou mais 921 contribuintes particulares, subindo para 1679 o número de indivíduos com rendimentos muito elevados e com acompanhamento especial por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT). O anúncio foi feito, esta quarta-feira, pelo secretário do Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, no âmbito da audição na Comissão de Orçamento e Finanças da Assembleia da República, dedicada ao último relatório de combate à fraude.

A identificação destes contribuintes foi possível após a trocas de informações automáticas oriundas do estrangeiro. Segundo o governante, aumento Portugal recebeu cerca de um milhão de informações de 100 países, tendo enviado outros dois milhões para as jurisdições com as quais coopera.

A unidade dos grandes contribuintes inclui os nomes singulares com mais de cinco milhões de euros de património ou que auferem rendimentos anuais iguais ou superiores aos 750 mil euros.

António Mendonça Mendes referiu que esta lista “representa 50% da receita fiscal”, salientando “que a monitorização da AT sobre estes contribuintes não significa que tenham sobre eles qualquer presunção de ilegalidade".