Internacional

Paramédica leva recém-nascido de hospital para "oferecer" à tia que não pode ter filhos

Segundo a BBC, os familiares da mãe não tinham conhecimento do desaparecimento do bebé, pois nenhum dos médicos os tinha avisado que Jamila Bibi tinha dado à luz gémeos e a mulher encontrava-se semiconsciente, um estado que se prolongou por alguns dias.

Uma paramédica paquistanesa foi detida depois de ter levado um recém-nascido de um hospital em Balochistan, no Paquistão, para o “oferecer” à sua tia, que não consegue ter filhos.

Segundo a BBC, os familiares da mãe não tinham conhecimento do desaparecimento do bebé, pois nenhum dos médicos os tinha avisado que Jamila Bibi tinha dado à luz gémeos e a mulher encontrava-se semiconsciente, um estado que se prolongou por alguns dias.

"Na sexta-feira, quando Bibi recuperou os sentidos, ela perguntou onde estava a outra filha. Ficamos surpresos", disse o cunhado Abdul Hamid à BBC.

A família chamou então as autoridades para reportar a situação e depois de investigarem as pessoas na sala de parto acabaram por prender a paramédica que admitiu ter sido a responsável pelo desaparecimento da criança e levou a polícia à casa da familiar, onde se encontrava a menina, que atualmente já se encontra com a sua família biológica.

Segundo a chefe adjunta da esquadra de Loralai, Jahangir Shah, o esquema para levar uma das gémeas foi montado com a colaboração de dois colegas. As autoridades afirmam que a situação se deve à falta de procedimentos por parte dos hospitais no país, como a falta de segurança na saída dos hospitais.