Vida

Irmã mais nova de Greta Thunberg chama-se Beata e luta pelo feminismo e contra o bullying

Beata tem 13 anos e gosta de cantar e dançar.

Greta Thunberg tornou-se numas das figuras mais reconhecidas mundialmente da atualidade, graças à sua luta contra as alterações climáticas. No entanto, a jovem sueca não é a única na família a utilizar a sua voz para chamar a atenção para uma causa. Beata Monalisa Ernman Thunberg, é irmã de Greta e, aos 13 anos, luta pelo feminismo e contra o bullying através da música e da dança.

A jovem, que sofre de um transtorno obsessivo-compulsivo, tornou-se conhecida depois de cantar num programa de televisão a música “Bara Du Vill”, que se transformou num hino anti-bullying. O objetivo é apoiar as crianças que são humilhadas na escola e que apelida de "pequenos heróis”.

Em entrevista ao jornal sueco Dagens Nyheter, Greta já tinha falado sobre a irmã e admitido que era ela quem mais sofria com a popularidade que a família ganhou.

“Quem mais sofre é a minha irmã. Ela tem 13 anos e tem de suportar bullying e ódio sistematicamente. As pessoas escrevem-me e ameaçam-me e fazem isso a toda a minha família, ela incluída. A diferença é que os meus familiares estão sempre em casa enquanto eu estou a viajar, sem acesso a esses comentários. A minha irmã não tem qualquer tipo de apoio. A melhor maneira de me ajudarem agora é apoiando a minha irmã, não por ser minha irmã mas porque ela é uma pessoa maravilhosa e forte", disse Greta.

Também a mãe das jovens, Malena Ernman, escreveu no livro “A nossa Casa está a arder”, que o feminismo é uma das causas que move a filha mais nova.

Beata já tem mais de 14 mil seguidores no Instagram e é na rede social que partilha várias fotografias e vídeos, em que demonstra a sua aptidão para o canto e para a dança.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Just Dance

A post shared by Beata Mona Lisa Ernman (@beataernman) on