Sociedade

Programador informático detido por suspeitas de pornografia de menores

Suspeito obtinha e divulgava ficheiros multimédia de crianças em práticas sexuais explícitas com adultos.

Um homem, de 28 anos, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), em Aveiro, fortemente indiciado pela prática do crime de pornografia de menores agravado. O suspeito, programador informático, obtinha e divulgava, através de redes de partilha na Internet, ficheiros multimédia de crianças em práticas sexuais explícitas com adultos.

“A investigação surgiu no âmbito do combate internacional à pornografia infantil em articulação com autoridades estrangeiras. Na sequência de busca domiciliária realizada na residência do suspeito, situada numa das freguesias da periferia sul da cidade de Águeda, foram apreendidos milhares de ficheiros daquela natureza, muitos deles de conteúdo violento, considerando quer os atos reproduzidos, quer a tenra idade das vítimas, bem como os equipamentos informáticos usados na prática criminosa descrita”, refere um comunicado daquela autoridade, emitido esta quinta-feira.

“Os indícios até ao momento recolhidos pela investigação permitem concluir que o suspeito se tem dedicado ativamente à importação e distribuição de vídeos e de imagens de cariz pornográfico, através de redes de partilha de pornografia infantil”, acrescenta a mesma nota.

Segundo a PJ, o modus operandi do suspeito denota “evidente grau de sofisticação”, graças aos conhecimentos avançados de informática. O homem realizava com regularidade a formatação dos equipamentos, por forma a apagar o rasto digital da sua atividade delituosa.

Depois de presente a primeiro interrogatório judicial, foi-lhe aplicada as medidas de coação de apresentações diárias no posto policial da área de residência, proibição de usar equipamentos informáticos ou com acesso à Internet e obrigação de se sujeitar a tratamento psiquiátrico, em instituição adequada.