Internacional

Johnson tem maioria absoluta e garante pôr fim à ameaça "miserável" de um novo referendo sobre o Brexit

Jeremy Corbyn garantiu que não estará na liderança do Partido Trabalhista nas próximas eleições.

O Partido Conservador venceu, esta sexta-feira, as eleições britânicas com maioria absoluta. O partido de Boris Johnson conseguiu a maior vitória de sempre, enquanto o Partido Trabalhista conseguiu a pior derrota desde 1935.

Após os resultados, Jeremy Corbyn garantiu que não vai estar na liderança do partido do Partido Trabalhista nas próximas eleições, segundo o Guardian.

Quanto ao Brexit, Boris Johnson garantiu que, após a eleição, o Brexit vai mesmo concretizar-se. “Vou pôr fim a este absurdo e vamos consegui-lo até 31 de janeiro”. O primeiro-ministro eleito garantiu que “agora é uma decisão irrefutável” tomada pelo povo britânico e que a sua eleição “põe fim à miserável ameaça de outro referendo”.

As sondagens à boca de urna davam a vitória a Boris Johnson com 368 dos 650 deputados, porém, contas feitas, as sondagens da Ipsos Mori ficaram a quatro votos dos 364 conseguidos por Johnson. esta maioria vai, no entanto, permitir ao primeiro-ministro avançar com o seu acordo do Brexit.

Donald Trump já reagiu à vitória de Johnson garantido que, após o Brexit, o Reino Unido estará "livre" para fazer um acordo comercial com os Estados Unidos. "Este acordo tem potencial para ser bem mais forte e lucrativo do que qualquer acordo que possa ser feito com a União Euorpeia. Comemora, Boris", escreveu o Presidente norte-americano.