Vida

"Perfume caiu para dentro da carteira", explica Castelo Branco

Garante que só se apercebeu que tinha a embalagem quando foi revistado.

José Castelo Branco foi levado para a esquadra da PSP no aeroporto de Lisboa, na quarta-feira, depois de ter sido acusado de estar a furtar um perfume da loja duty fere. O socialite negou a acusação e disse que a situação era muito injusta.

Mais tarde, num live do Instagram, viria a assumir que afinal tinha o perfume dentro da carteira. “Caiu”, alegou.

No vídeo, Castelo Branco confessa que se borrifou com um tester do perfume e que, "ao tirar o cartão de crédito" para efetuar o pagamento dos cigarros que ia comprar, a embalagem “caiu para dentro da carteira".

Castelo Branco diz que só quando foi revistado após ter sido abordado por uma funcionária do aeroporto é que se apercebeu que tinha o perfume dentro da carteira. "Eu disse-lhes que pagava, que tinha sido engano", garantiu.

Na sequência da acusação, o socialite teve de comparecer no tribunal, esta quinta-feira, e acabou por não ser acusado formalmente, o que permitiu a sua viagem para Nova Iorque, inicialmente marcada para o dia em que foi detido no aeroporto.