Internacional

Criança foi violentamente agredida num autocarro escolar por usar um chapéu de apoio a Trump

Mãe alega que o filho era vítima de bullying.

Nas últimas horas, o vídeo de uma criança, de 14 anos, a ser agredida num autocarro escolar tornou-se viral. O incidente ocorreu no passado dia 21 de novembro, no estado norte-americano da Flórida, alegadamente porque o rapaz estava a usar um chapéu de apoio a Donald Trump.

De acordo com o Daily Mail, que cita a mãe do jovem, uma apoiante do presidente norte-americano, Tyler, como foi identificado, teve de ser hospitalizado na sequência do incidente.

“Para deixar claro, o meu filho comprou  o chapéu Trump 2020 com o seu próprio dinheiro há algumas semanas (...) Ele estava orgulhoso de o usar . Ele usou-o na escola, mas devido ao bullying, ele guardou-o e não o voltou a usar, infelizmente os estragos já estavam feitos...A partir daquele momento estavam a meter-se com ele constantemente”, revelou a mãe, relatando depois que tudo culminou na agressão que levou o adolescente até ao hospital.

Segundo a mulher, além dos hematomas causados pelas agressão que o levou ao estabelecimento hospitalar, as enfermeiras descobriram ainda ferimentos mais antigos.

“Ele não nos tinha contado que estava a ser alvo de bullying. Ontem levaram isto para outro nível e agora estamos a perceber o que ele estava a passar”, contou.

O vídeo mostra o adolescente a ser agredido pelo menos por três raparigas e dois rapazes. Os agressores atingem o rapaz na cabeça, enquanto este se tenta proteger.

A mãe do jovem alega que terá sido um ataque motivado por questões raciais. “Foi um crime de ódio”, afirmou, revelando ainda que entrou em contacto com a polícia e com a escola e que as crianças envolvidas já foram suspensas.