Politica

Chega coloca cartaz com a palavra vergonha ao lado da Assembleia

O cartaz é uma resposta à polémica entre André Ventura e Ferro Rodrigues.

O Chega colocou um cartaz junto à entrada principal da Assembleia da República onde se pode ler em letras garrafais a palavra Vergonha.

“Ninguém nos vai calar! Se pensavam que nos amedrontavam, estão enganados! O Deputado André Ventura foi eleito pelos portugueses e são estes que têm a última palavra!”, lê-se na publicação publicada, este domingo, no Facebook do partido.

“Não só continuaremos a revelar a vergonha que se passa com este desgoverno como agora podem ler a palavra Vergonha quando entrarem no Parlamento!”, escreveu ainda o Chega.

Recorde-se que o cartaz surge na sequência da o deputado único do partido, André Ventura, ter sido repreendido pelo presidente da Assembleia da República, pela sua utilização da palavra “vergonha”, no debate quinzenal, durante a sua intervenção sobre o tema da remoção de amianto das escolas.

“O senhor deputado utiliza a palavra ‘vergonha’ e ‘vergonhoso’ com demasiada facilidade, o que ofende muitas vezes todo o Parlamento e ofende-o a si também”, advertiu Ferro Rodrigues

André Ventura voltou então a pedir a palavra para fazer defesa da honra, acusando o presidente da AR de estar a pôr em causa a sua liberdade de expressão. Mas o presidente voltou a responder-lhe: “Não há liberdade de expressão quando se ultrapassa a liberdade dos outros”.

A polémica levou André Ventura a convocar uma conferência de imprensa, que se realizou, logo a seguir ao debate quinzenal. O líder do Chega fez então saber que iria pedir uma audiência ao Presidente da República para falar sobre o incidente.