Politica

Governo dá sinais de "falta de liderança", diz Pinto Luz

Candidato à liderança do PSD escreveu sobre as divergências entre Costa e Centeno.

Miguel Pinto Luz, candidato à presidência do PSD, usou as redes sociais para falar sobre a  divergência entre António Costa e Mário Centeno e criticar aquilo que apelida de “Governo sem liderança”.

O vice-presidente da Câmara de Cascais recorda que Costa pronunciou-se “contra Mário Centeno enquanto presidente do Eurogrupo” no que diz respeito ao orçamento para a zona euro. Ora, para Pinto Luz, não é possível “separar este cargo do exercício da tutela das Finanças em Portugal”.

Além disso, “vários ministros transmitem aos jornais a sua profunda insatisfação com as fatias orçamentais que lhes estão destinadas para 2020. Sempre com Centeno debaixo de mira: os estados de alma de cada um transbordam para a praça pública, sem a menor noção de sentido de Estado”, escreve o candidato à liderança do PSD.

“São imagens indecorosas dum Governo que, ainda há pouco empossado, já dá sinais evidentes de falta de rumo, falta de consistência e falta de liderança”, acrescenta o social-democrata.

Pinto Luz termina o texto dizendo que esta divergência é mais uma razão para o PSD não abdicar “de uma atitude firme e vigilante enquanto maior partido da oposição”.