Internacional

Pediatra diagnosticou crianças com falsos cancros para extorquir dinheiro aos pais

O pai de uma das crianças enganadas alega que o médico lhe disse que a sua filha tinha um tumor no estômago e sempre tentou impedir que a menina fosse tratada no sistema público. 


Um pediatra diagnosticou, propositadamente, de forma errada, cancro em várias crianças, na Escócia. Mina Chowdhurry tinha como objetivo que os pais dos pacientes gastassem dinheiro em tratamentos mais caros, na sua clínica privada.

Segundo o testemunho de uma mãe, o médico disse-lhe que o seu filho tinha cancro e que o tratamento deveria ser feito numa das suas clínicas privadas. O pai de uma das crianças enganadas alega que Mina lhe disse que a sua filha tinha um tumor no estômago e sempre tentou impedir que a menina fosse tratada no sistema público. 

"Fiquei impressionado com o facto de a minha filha ter cancro. É algo que deve ser tratado de imediato", disse, em tribunal, o pai de uma das crianças, citado pelo Daily Mail. O pai da menina disse ainda que quando pediu para esta ser tratada no sistema público, o médico sugeriu-lhe a sua clínica privada, afirmando que esta era a melhor opção. “Acreditava mesmo que a minha filha estava doente e, então, nem questionei", disse.

Além de ter sempre sugerido o tratamento na sua clínica, Mina aconselhava os pais a pagarem quatro mil euros em exames médicos. 

Em tribunal, o médico negou todas as acusações, no entanto os procuradores afirmam que a clínica privada do especialista estava com problemas financeiros. 

 

Os comentários estão desactivados.