Politica

Marcelo afirma que "há mais esperança" para os sem-abrigo

Proposta do Orçamento do Estado e plano da Câmara Municipal de Lisboa vão permitir que as dificuldades sejam reduzidas.

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, esta sexta-feira, que nos dias de hoje “há mais esperança” para os sem-abrigo do que “há um, dois, três, quatro anos”.

O facto de a Câmara Municipal de Lisboa ter um plano próprio onde planeia ter disponíveis “400 habitações até 2023” e a proposta de Orçamento do Estado prever que a verba disponível para os sem-abrigo seja 15 vezes superior no próximo ano são dois passos que justificam as afirmações do chefe de Estado.

"Ainda é pouco, mas passou de meio milhão de euros para 7,5 milhões de euros, o que é um salto significativo", acrescentou.

Marcelo falava aos jornalistas no âmbito das visitas a instituições sociais, porém, não deixou falar acerca da depressão Elsa, que tem provocado estragos por todo o país. O Presidente garantiu ainda que vai visitar, na próxima semana, as zonas afetadas e que só não o fará antes devido a "compromissos institucionais".