Opiniao

E o melhor ‘anúncio’ de Natal é…

O Natal está aí e para quem trabalha em publicidade e marketing esta é também a altura de discutir qual é afinal o melhor spot de Natal.

Uma época que reúne o lado mais mágico com o pico do consumo, misturando assim vários conceitos e pondo muitas vezes em causa a verdadeira essência do Natal. Mas uma época de magia que põe de facto a criatividade a mil e é uma altura particularmente feliz para quem pode dar largas à imaginação e criar. 

São inúmeros os rankings nas mais diferentes publicações, um pouco por todo o lado, e que numa pesquisa rápida no Google nos tornam os mais experts em histórias natalícias e nas estratégias das marcas nesta altura do ano. 
A John Lewis habitualmente referenciada como uma das melhores conta cada vez com mais  concorrência e por todo o mundo surgem inúmeras histórias a puxar mais ou menos à lágrima. Independetemente do setor todos querem inovar e realçar-se numa época em que todos falam, mas nem todos chegam a quem querem chegar. 

Já não são só as marcas grandes a apostar em grandes produções e todos têm agora oportunidade de contar a sua história e de emocionar os seus consumidores. Com o digital podem inclusivamente apostar em formatos mais baratos e que não chegam a televisão, mas que cheguem ao nível de partilha que pretendemos e que faz com que marcas jamais pensadas consigam entrar no radar das melhores campanhas de Natal. 

Também a Apple nos tem habituado a boas histórias e mais uma vez conseguiu este ano mostrar o melhor da tecnologia e tornar ‘quente’ algo que tantas vezes consideramos frio. Um toque humano numa marca que vive da constante inovação tecnológica. 

Até o ET regressou para visitar Elliott, agora já um adulto, devolvendo-nos a magia do filme numa campanha das telecomunicações Xfinity, do Universo Comcast que também inclui a Universal Pictures , produtora do filme original. Uma pequena sequela de um filme marcante que até hoje não tinha tido qualquer continuação, gerando assim enorme buzz.  
E de facto são as telecomunicações que lideram muitas vezes este ‘debate’, apostando tudo nesta altura do ano e garantindo que além do share of wallet, garantem um merecido share of heart. 
NOS, Vodafone e Meo têm ao longo dos anos explorado as mais variadas possibilidades e temas. 
Podemos quase dizer que já vimos de tudo: temas como o bullying ou as ‘novas famílias’, o famoso número do pai Natal ou um Cristiano Ronaldo envolto no mais natalício dos ambientes. 

Este ano tivemos #euviopaiNatal, a história dos irmãos ‘desavindos’ e ainda a família em ‘delírio’ com a Apple TV.
Muita emoção, música a condizer e a magia de Natal sempre bem perto. 
E sempre também muitas opiniões e considerações sobre cada filme, mostrando as maravilhas de todos vermos e sentirmos coisas tão parecidas, mas ao mesmo tempo tão diferentes.
Eu serei suspeita a dar o veredicto final mas, para mim, seguramente ganha a NOS.
Até porque há lá melhor coisa do que acreditar. Sempre. 
Bom Natal a todos!

*Diretora Criativa Havas Sports & Entertainment