Economia

OE 2019. Excedente orçamental de 1% até setembro

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) antecipava que o saldo orçamental tivesse ficado em 0,9% do PIB até setembro, em contas nacionais, que são aquelas que contam para Bruxelas.

O saldo orçamental atingiu 1% do Produto Interno Bruto (PIB) no conjunto dos três primeiros trimestres de 2019, divulgou hoje o INE, melhor que a previsão de um défice de 0,1% do Governo para o conjunto do ano.

"No conjunto dos três primeiros trimestres de 2019, o saldo das Administrações Públicas (AP) foi também positivo correspondendo a 1,0% do PIB (0,4% em igual período do ano anterior)", divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) antecipava que o saldo orçamental tivesse ficado em 0,9% do PIB até setembro, em contas nacionais, que são aquelas que contam para Bruxelas.

O INE adianta que o saldo das AP foi nulo no ano terminado no terceiro trimestre e, tendo em conta apenas o terceiro trimestre, o saldo das AP fixou-se em cerca de 2.461,3 milhões de euros (o equivalente a 4,6% do PIB), o que compara com 5,4% em igual período do ano anterior.