Sociedade

Sexta às 9: "Não foi apurada nenhuma evidência" sobre interferência política na campanha eleitoral

Recorde-se que a não transmissão do Sexta às 9 durante a campanha legislativa e o adiamento do programa sobre o lítio causaram polémica e levaram o PSD a pedir uma audição com Maria Flor Pedroso, ex-diretora de informação da RTP, Sandra Felgueiras e o presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis.

O Conselho de Redação da RTP-TV afirma que "não foi apurada nenhuma evidência" sobre interferência política no 'Sexta às 9' durante a campanha eleitoral, segundo um documento, a que o SOL teve acesso, realizado no último domingo. 

"Perante as dúvidas levantadas por diversos setores, tendo em conta a importância decisiva do bom nome da redação, torna-se imperativo que quaisquer alegações sobre esta matéria sejam comprovadas pelos seus autores, de forma irrefutável", salienta o Conselho de Redação, depois de ter reunido com a diretora de informação, com a diretora-adjunta responsável pela informação não-diária e com a equipa do programa 'Sexta às 9'.

É imperativo, segundo o orgão, que qualquer programa de jornalismo de investigação com a chancela da RTP - serviço público de televisão - não fique "dependente de constrangimentos de recursos humanos provocados pela sazonalidade", pelo que se torna "fundamental que sejam encontradas as soluções necessárias que ponham termo definitivo a esta situação".

O Conselho de Redação aponta ainda que é "igualmente aconselhável uma clarificação da linha hierárquica dos programas de jornalismo de investigação da RTP, por forma a preservar a autonomia jornalística das equipas de repórteres, bem como a legítima definição de linhas orientadoras por parte da Direção de Informação" e sublinha que as "metodologias de trabalho dos programas de jornalismo de investigação da RTP devem ser moldadas de forma a permitir a conclusão atempada das reportagens", isto "apesar de poderem ser introduzidas alterações motivadas por eventuais informações de última hora".

Recorde-se que a não transmissão do 'Sexta às 9' durante a campanha legislativa e o adiamento do programa sobre o lítio causaram polémica e levaram o PSD a pedir uma audição com Maria Flor Pedroso, ex-diretora de informação da RTP, Sandra Felgueiras e o presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis.

Leia na integra o comunicado do Conselho de Redação da RTP: aqui