Desporto

Portugal tenta revalidar título

A seleção portuguesa chega ao Europeu de 2020 como atual campeã da prova. Competição com formato inédito acontece em 12 cidades de 12 países entre 12 de junho e 12 de julho.

Já falta menos de meio ano para Portugal entrar em ação na fase final do Campeonato da Europa, prova de memórias felizes depois da vitória inédita alcançada em França, em 2016. Porém, daqui para a frente, a missão não se avizinha simpática, uma vez que a equipa das Quinas ficou inserida no ‘grupo da morte’. De facto, o sorteio não quis facilitar a vida ao atual campeão europeu e colocou o conjunto de Fernando Santos no grupo F, juntamente com a Alemanha e a França. O terceiro adversário será apenas conhecido em março próximo e sairá do vencedor do playoff A (Islândia, Bulgária, Hungria e Roménia). Nota, porém, para uma situação: se a Roménia vencer o playoff da Liga A terá de ser deslocada para o grupo C, por ser anfitriã. Neste cenário, a seleção portuguesa defrontaria o vencedor do playoff da Liga D (Geórgia, Macedónia do Norte, Kosovo, Bielorrússia). Após conhecer o desfecho, o selecionador nacional não escondeu que está no pote das seleções consideradas favoritas. «São os três últimos vencedores das grandes competições internacionais», lembrou. 

A estreia de Portugal está agendada para o dia 16 de junho, precisamente contra a seleção vencedora do playoff (em Budapeste). Segue-se o encontro ante a Alemanha (dia 20, em Munique) e, depois, a partida com a França (dia 24, em Budapeste), naquela que será uma reedição da final do último Europeu, em que Portugal derrotou os gauleses no prolongamento com um golo de Eder. 

Para além de ser logo à partida uma prova especial para as cores lusitanas, de relembrar que este será também um evento histórico tendo em conta o formado inédito. O Euro2020 vai decorrer em 12 cidades, de 12 países, de 12 de junho a 12 de julho, com os jogos das meias-finais e da final a serem disputados em Inglaterra, Londres, no mítico estádio de Wembley.