Sociedade

Homem que assaltou casa de idosas há seis anos é detido em França

Uma das vítimas acabou por morrer nesse mesmo dia.

As autoridades francesas detiveram o homem suspeito de ter matado uma idosa há seis anos, na sequência de um assalto, em Abrantes. O home, agora com 58 anos, estava em fuga desde 20 de maio de 2013, depois de ter assaltado uma residência em Chainça, por volta das 2h. O homem levou 140 euros em dinheiro e quatro peças de ouro.

Depois de ter assaltado a casa, onde moravam duas irmãs de 83 e 89 anos, o homem conseguiu fugir do país antes de ser identificado. No final do passado mês de novembro, mais de 6 anos após a ocorrência dos factos, o suspeito viria a ser localizado, pelas autoridades policiais francesas em estreita articulação com a Policia Judiciária, em Marselha, cidade onde estava a residir após ter passado por vários locais de França, no decorrer da fuga", indica a Polícia Judiciária, em comunicado, emitido esta segunda-feira.

O detido foi extraditado e presente ao tribunal da Comarca de Santarém, tendo-lhe sida aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

O homem estava "fortemente indiciado pela autoria de um roubo agravado, que vitimou duas mulheres, uma das quais viria a falecer em consequência das lesões sofridas” depois de, segundo o Jornal de Notícias, ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória.