Economia

Tribunal arresta contas e participações de Isabel dos Santos

Isabel dos Santos já reagiu no Twitter. “Gostaria de deixar uma mensagem de tranquilidade e confiança às minhas equipas. Vamos continuar todos os dias em todos os negócios, a dar o nosso melhor e a lutar por aquilo que eu acredito para Angola. 

O Tribunal Provincial de Luanda decretou o arresto preventivo de contas bancárias pessoais da empresária angolana Isabel dos Santos, de Sindika Dokolo e Mário da Silva, além de nove empresas nas quais detêm participações sociais.

De acordo com a PGR angolana, os três celebraram negócios com o Estado angolano através das empresas Sodiam, empresa pública de venda de diamantes, e com a Sonangol, petrolífera estatal. A nota adianta ainda que com a Sonangol foi constituída a sociedade Esperaza Holding BV, detendo a petrolífera 60% do capital social e a Exem Energy BV, empresa que Isabel dos Santos, Sindika Dokolo e Mário da Silva são beneficiários efetivos, com 40%.

Para a concretização do negócio, acrescenta o comunicado, o Estado angolano, através da Sonangol entrou com 100% do capital, correspondente a 193.465.406 euros, tendo emprestado à sociedade Exem Energy BV 75.075.880 euros, valores que até à presente data não foram devolvidos.

Segundo a nota, houve uma tentativa de pagamento da dívida por parte desses beneficiários em kwanzas, o que foi rejeitado porque a dívida foi contraída em euros e por constar do contrato uma cláusula que obriga o pagamento na moeda em foi feito o empréstimo.

Isabel dos Santos já reagiu no Twitter. “Gostaria de deixar uma mensagem de tranquilidade e confiança às minhas equipas. Vamos continuar todos os dias em todos os negócios, a dar o nosso melhor e a lutar por aquilo que eu acredito para Angola. O caminho é longo, a verdade há de imperar. Unidos somos mais fortes”, revelou.