Internacional

Netanyahu vai pedir imunidade ao Parlamento para evitar ser julgado por corrupção

Chefe de Governo foi acusado de corrupção, fraude e abuso de confiança em três processos distintos.

O primeiro-ministro em funções de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou, esta quarta-feira, durante um discurso, transmitido pela televisão, que vai pedir ao Parlamento a imunidade para evitar ser julgado por três casos de corrupção.

"Tenho a intenção de apelar ao Presidente do Knesset [Parlamento] para exercer o meu direito e o meu dever de continuar servindo os cidadãos", afirmou.

Sublinhe-se que o anúncio de Netanyahu chega poucas horas antes do fim do prazo em que é permitido o pedido da proteção, que consiste no último recurso que o primeiro-ministro de Israel tem disponível para evitar ser levado a tribunal, depois de ter sido acusado de corrupção, fraude e abuso de confiança em três processos distintos.