Sociedade

Homem que matou filha com alegado disparo acidental em Ovar fica em liberdade

Além de ter atingido mortalmente a filha de 43 anos, o homem terá ainda ferido ainda o genro, que teve de receber assistência médica no Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira.

O homem de 60 anos, que matou a filha com um disparo de uma arma de fogo, alegadamente acidental, em Ovar, ficou em liberdade e apenas obrigado a apresentar-se periodicamente às autoridades, avançou a TVI24, esta quinta-feira. O homem está indiciado pelos crimes de homicídio e posse de arma proibida. 

O caso ocorreu na noite da passagem de ano, por volta das 21h00, num acampamento em Válega, Ovar. Além de ter atingido mortalmente a filha de 43 anos, o homem terá ainda ferido ainda o genro, que teve de receber assistência médica no Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira.