Internacional

Investigadas cartas armadilhadas enviadas a empresas nos Países Baixos

Já foram recebidas pelo menos seis cartas armadilhas durante esta semana.

A polícia dos Países Baixos tem em curso uma investigação a uma série de cartas armadilhas que foram enviadas a empresas durante esta semana. A última carta foi recebida esta sexta-feira.

Segundo a polícia, as cartas armadilhadas têm sido enviadas a empresas das três principais cidades do país – Amesterdão, Roterdão e Utrecht. A última de, pelo menos, seis cartas foi encontrada esta sexta-feira de manhã pelos funcionários do hotel de luxo Okura, na capital.

"Foram encontradas, nos últimos dias, cartas com explosivos no correio de empresas diferentes, em locais diferentes", refere um comunicado da polícia, emitido esta sexta-feira.

"As cartas não causaram danos porque os explosivos não foram acionados, mas poderiam ter causado ferimentos graves", disse ainda polícia, que acredita que se trata de um remetente único com o objetivo de extorsão.

As cartas foram enviadas para dois hotéis, dois postos de gasolina, uma agência imobiliária, um concessionário de automóveis e a sede de um organismo nacional designado como CIB.

A polícia apelou à população para que se mantenha vigilante. "Esteja atento! Se receber uma carta grossa com dois autocolantes com o nome e o logótipo do departamento, não abra, peça ajuda imediatamente", alerta a polícia, explicando que as cartas sugerem que o CIB, um organismo público, é o remetente.