Internacional

Morteiros explodem perto de Embaixada norte-americana em Bagdad

Recorde-se que o general iraniano Qassem Soleimani foi morto esta sexta-feira, num ataque aéreo, ordenado por Donald Trump, o que provocou revolta no povo iraniano e fez o Irão prometer vingança.

A zona verde em Bagdad, onde se localiza a Embaixada norte-americana, foi atacada com, pelo menos, duas bombas de morteiro, este sábado, depois do funeral do general iraniano  Qassem Soleimani, que juntou milhares de pessoas. A origem do ataque não foi identificada ainda e ainda não se sabe o impacto que a explosão teve no local, no entanto, as forças de autoridade locais dizem que não registo de feridos, citadas pela BBC.

Qassem Soleimani foi morto esta sexta-feira, num ataque aéreo, ordenado por Donald Trump, o que provocou revolta no povo iraniano e fez o Irão prometer vingança. O ataque norte-americano foi realizado depois da embaixada americana em Bagdad ter sido atacada, na terça-feira, por simpatizantes do regime do Irão.

Várias centenas de soldados dirigem-se para a embaixada, com o intuito de proteger os cidadãos norte-americanos, que estão no Iraque, numa altura em que a revolta e o ódio aos americanos está a aumentar no país.