Economia

IGCP apresenta plano de financiamento do Estado para 2020

Leilões prevêm angariar 16,7 mil milhões de euros de divida a longo prazo e 1,3 mil milhões a curto prazo. Primeira ida ao mercado acontece a 15 de janeiro.

O IGCP - Agência de Gestão de Tesouraria e da Dívida Pública anunciou o programa de financiamento do Estado para 2020, que procura fazer face a despesas estimadas de 9,5 mil milhões de euros.

O IGCP vai emitir 16,7 mil milhões de euros através da emissão de dívida a longo prazo e 1,3 mil milhões de euros a curto prazo. Este número representa um aumento face a 2019.

O IGCP refere que o financiamento visa “promover a liquidez e um funcionamento eficiente dos mercados primário e secundário primário e secundário”.

Em 2020, está prevista a amortização de 8 mil milhões de euros de títulos de dívida de longo prazo, o que significa que em termos líquidos serão emitidos cerca de 8,7 mil milhões de euros.   

A primeira ida de Portugal ao mercado acontece a 15 de janeiro, num leilão de Bilhetes do Tesouro a seis e 12 meses, com um montante entre 1500 e 1750 milhões de euros. O IGCP prevê angariar até 4.500 milhões de euros a curto prazo no primeiro trimestre do ano, depois de leilões agendados para 19 de fevereiro e 18 de março.