Politica

Sado. PAN pede suspensão das dragagens

Requerimento foi entregue esta terça-feira

O eurodeputado do PAN Francisco Guerreiro questionou esta terça-feira a Comissão Europeia sobre a legalidade das dragagens no rio Sado.

"O Parlamento e o Governo não têm coragem para terminar de vez com as Dragagens no Rio Sado. Portugal não pode afirmar-se na vanguarda no combate à Crise Climática quando se encontra a fomentar projetos que destroem um dos maiores sumidouros naturais do país", afirma o eurodeputado.

"É imprescindível a manutenção e proteção destes habitats se querermos realmente ultrapassar a maior crise dos nossos tempos. A Comissão Europeia deve pronunciar-se sobre esta matéria", acrescenta.

Assim, o PAN questiona se a Comissão Europeia concordará com a ideia de que "as dragagens causariam danos irreparáveis e incompensáveis no ecossistema" e de que Portugal, ao realizar tal obra, estará a violar várias diretivas europeias e a "ameaçar o equilíbrio natural dos ecossistemas presentes". Por fim, o PAN questiona se Bruxelas "concordará que Portugal deve proibir as dragagens no rio Sado".