Sociedade

Diretor da PJ chamado a testemunhar no caso Tancos

Fase de instrução começa esta quarta-feira.

O diretor da Polícia Judiciária, Luís Neves, foi chamado a testemunhar no processo de Tancos a 19 de fevereiro, segundo a SIC Notícias.

A fase de instrução começa esta quarta-feira com o interrogatório de dois suspeitos do roubo do armamento dos paióis de Tancos.

Válter Caldeira Abreu e Jaime Martins Oliveira são os primeiros arguidos a serem interrogados na fase de instrução do processo, dirigida pelo juiz Carlos Alexandre.

Sublinhe-se que o processo envolve 23 arguidos, incluindo Azeredo Lopes, que se demitiu do cargo de ministro da Defesa na sequência do caso.

O ex-diretor da Polícia Judiciária Militar Luís Vieira e o ex-porta-voz da instituição militar Vasco Brazão também são dos principais arguidos, estando acusados de vários crimes que vão desde terrorismo, associação criminosa, denegação de justiça e prevaricação até falsificação de documentos, tráfico de influência, abuso de poder, recetação e detenção de arma proibida.