Politica

Governo emite comunicado sobre militares portugueses no Iraque

Ministério da Defesa confirma que contingente português “não foi afetado”

“Na sequência do que tem sido noticiado relativamente aos ataques a bases aéreas norte-americanas, o Ministério da Defesa Nacional informa que o contingente militar português não se encontra aquartelado nessas instalações, permanecendo na base militar de Besmayah, e não foi afetado pelos acontecimentos desta madrugada”, lê-se no comunicado enviado esta quarta-feira.

O documento refere ainda que “o Ministério da Defesa Nacional está em contacto regular com os militares portugueses presentes na região”.

O ministério de Gomes Cravinho garante ainda que “serão tomadas as medidas de segurança que forem consideradas necessárias”.

Sublinhe-se que, na terça-feira, o ministro da Defesa já se tinha pronunciado sobre a situação dos militares portugueses mobilizados para território iraquiano.

"Temos os nossos militares perfeitamente tranquilos e salvaguardados. Besmayah está a 40 quilómetros de Bagdad e é um local resguardado. Eles estão bem e não há nenhum tipo de perigo imediato", afirmou ontem à agência Lusa.

O governante disse também que era prematuro falar em retirar os militares portugueses da missão. Sublinhe-se que estas declarações de Gomes Cravinho foram feitas na sequência da morte do general iraniano Qassem Soleimani, mas são anteriores aos ataques iranianos a bases militares dos EUA no Iraque, ocorridos esta madrugada.