Opiniao

Humildade e sinceridade características de Nadal

Durante anos, Rafa Nadal revelava alguma timidez no contacto com o público e os media internacionais por não se expressar bem em inglês

Rafa Nadal concedeu uma entrevista ao L’Équipe por ter sido eleito pelo jornal francês o Campeão dos Campeões de 2019, à frente do piloto Lewis Hamilton e do esquiador Marcel Hirscher.

A entrevista confirma o que sabemos do espanhol como pessoa. Depois de uma temporada que colocou-o praticamente a par de Roger Federer na luta pelo estatuto de melhor tenista de sempre, mantém a humildade.

Eis excertos do que diz dos seus rivais: «Claro que de um ponto de vista absoluto, o Novak (Djokovic) tem a capacidade de consegui-lo (ganhar os quatro torneios do Grand Slam no mesmo ano)». «Ele (Roger Federer) é, evidentemente, um jogador único, que dispõe de uma forma muito especial de jogar ténis e de compreendê-lo».

A humildade mantém-se em relação a desportistas de outras modalidades Rafa ganhou o troféu do L’Équipe pela quarta vez (2010, 2013, 2017 e 2019). Igualou Roger Federer (2005, 2006, 2007 e 2017) e ficou a um troféu do recorde do velocista Usain Bolt (2008, 2009, 2012, 2015 e 2016).

Nadal perdeu para Bolt em 2008, após uma das suas melhores épocas de sempre. Poderia ser ele o recordista de troféus. Qual a sua reação? «Atingir os cinco títulos como o Bolt? Sei que será muito complicado, mas não se inquietem, já estou bastante feliz de ter quatro».

Os detratores de Rafa poderão argumentar que é tudo fita, que a sua humildade não passa de uma imagem de marketing.
Desenganem-se. Outra das suas características é a sinceridade. Nadal vê-se provavelmente já como o melhor tenista de sempre ou, pelo menos, ao mesmo nível de Federer. Mas quando interpelado sobre o tema prefere omitir a mentir:

«Quando nós próprios estamos implicados neste tipo de debates não é realmente fácil de ter-se uma opinião. E mesmo que eu tenha uma, é difícil de dá-la. Julgo que não seria correto. Há grandes especialistas para esse tipo de coisas».
Está consciente de que Federer tem 20 Majors e ele 19, mas também tem a sinceridade de acrescentar que «há outros parâmetros que devem ser levados em conta, mesmo que o impacto dos torneios do Grand Slam seja híper importante».
Durante anos, Rafa Nadal revelava alguma timidez no contacto com o público e os media internacionais por não se expressar bem em inglês. 

Nos últimos anos isso melhorou, soltou-se, as pessoas conhecem-no melhor e talvez por perceberem que a humildade e sinceridade são-lhe genuínas, os jogadores do ATP Tour tenham-no eleito pelo terceiro ano (2010, 2018 e 2019) para o Stefan Edberg Sportsmanship Award, o prémio de desportivismo que Roger Federer conquistou por 13 vezes.