Politica

BE quer alargar Casamentos de Santo António a casais do mesmo sexo

Os Casamentos de Santo António realizam-se no dia 12 de junho, em Lisboa, desde 1958. Ao início apenas eram realizadas cerimónias religiosas.  A partir de 1997, a organização começou a permitir casamentos civis. 

O Bloco de Esquerda lançou, esta quarta-feira, uma proposta para alargar os Casamentos de Santo António aos casais do mesmo sexo. Segundo o partido liderado por Catarina Martins, o regulamento dos Casamentos de Santo António é “omisso em relação à possibilidade de participação de pessoas do mesmo sexo" e, apesar de o documento afirmar que "os noivos devem estar em situação legal para contrair casamento, no boletim de inscrição continuam a constar apenas as opções noivo e noiva".

“O Bloco propõe, assim, que seja alterado o boletim de inscrição e restante documentação de forma a contemplar a possibilidade de participação de casais constituídos por pessoas do mesmo sexo nos casamentos civis", pode ler-se no documento, citado pela agência Lusa.  Além disso, o partido pede ainda que seja discutido o assunto no próximo dia 23 de janeiro, para que " esta nova possibilidade seja amplamente divulgada."

Os Casamentos de Santo António realizam-se no dia 12 de junho, em Lisboa, desde 1958. Ao início apenas eram realizadas cerimónias religiosas.  A partir de 1997, a organização começou a permitir casamentos civis.