Desporto

Antigo jogador do Benfica condenado a três anos e meio de prisão

Ex-futebolista terá pedido ajuda a Mauro Lauricella, filho do chefe da máfia siciliana, para recuperar dinheiro.

Dreamstime
Dreamstime

Fabrizio Miccoli, antigo jogador do Benfica, foi condenado, esta quarta-feira, em Itália, a três anos e seis meses de prisão efetiva por extorsão agravada.

O caso remonta a 2010 e 2011, numa altura em que o ex-avançado jogava no Palermo. O antigo futebolista terá pedido ajuda a Mauro Laricella, filho do chefe da máfia siciliana, para ajudar um fisioterapeuta do clube a recuperar cerca de 20 mil euros que este tinha investido numa discoteca. Nessa tentativa de cobrança, Lauricella recorreu a métodos violentos.

O Tribunal de Palermo, que confirmou a decisão de primeira instância, acusou ainda o jogador de ficar com oito mil euros do dinheiro que tinha sido recuperado.

Micolli representou o Benfica entre 2005 e 2007.