Sociedade

Cocaína apreendida em caixas de bananas vale 41 milhões de euros

A droga veio da Colômbia e entrou no país através do porto de Setúbal.

Os 825 quilogramas de cocaína apreendidos pela Polícia Judiciária (PJ), que as autoridades garantiram que tinha "como destino final vários países do continente europeu", chegaram da Colômbia, segundo o jornal Correio da Manhã, em cerca de 50 paletes que deveriam transportar bananas.

A PJ soube, "no quadro da cooperação policial internacional", que a droga ia chegar ao país pelo porto de Setúbal, para depois ficar armazenada no Porto. Com a ajuda da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefaciantes da PJ e a diretoria do Norte a PJ apreendeu a totalidade da droga, que vale cerca de 41 milhões de euros.

Segundo Artur Vaz, diretor da UNCTE/PJ, citado pela mesma publicação, "não há para já detidos e a investigação vai prosseguir".

Os proprietários do armazém onde a droga foi apreendida não tinha conhecimento de tudo isto, segundo o jornal Correio da manhã. "É costume estas redes parasitarem negócios legítimos para não se exporem, principalmente no tráfico por via marítima", garantiu Artur Vaz.

Ao longo dos anos, a PJ tem vindo a apreender cada vez mais cocaína. O ano passado foram apreendidas quase 10 toneladas de cocaína. Em 2018 os números mantinham-se em 5,5 toneladas e em 2017 foram apreendidas 2,7.