Internacional

Estados Unidos acreditam que avião que caiu no Irão foi acidentalmente abatido por um míssil iraniano

O Presidente norte-americano já se pronunciou e deixou no ar que tem "as suas suspeitas".

Os Estados Unidos acreditam que o Irão terá abatido acidentalmente, com um míssil, o avião ucraniano que caiu no país esta quarta-feira e que matou 176 pessoas.

Segundo a CNN, as autoridades norte-americanas basearam-se na análise contínua de dados de satélites, radar e dados eletrónicos recolhidos pelas forças armadas.

Donald Trump também comentou o assunto e disse suspeitar de que o acidente não se deveu a problemas mecânicos, dando a entender que "alguém poderia ter cometido um erro do outro lado".

Entretanto, as autoridades do Irão já rejeitaram que o acidente tenha sido provocado por um sistema antimíssil iraniano.

"Vários voos domésticos e internacionais voam ao mesmo tempo no espaço aéreo iraniano à mesma altitude de 8.000 pés, e essa história de ataque com mísseis (...) não podia estar mais incorreta", disse o Ministério dos Transportes iraniano.

“Esses rumores não fazem qualquer sentido", acrescentam.

Recorde-se que o avião caiu, em Teerão, ao início da manhã de quarta-feira, horas depois de o Irão ter lançado pelo menos 22 mísseis contra bases norte-americanas no Iraque. A maioria das pessoas eram de nacionalidade iraniana, havendo também canadianos, alamães, suecos, afegãos, britânicos e ucranianos a bordo.