Vida

Suzana Garcia reage a polémica: "Não disse que cabo-verdianos são gentalha"

Advogada comentou ainda posição de Mamadou Ba sobre a morte do jovem cabo-verdiano em Bragança.

Suzana Garcia, advogada que faz parte da rubrica Crónica Criminal do programa de Manuel Luís Goucha na TVI, defendeu-se, esta quarta-feira, da polémica em que tem estado envolvida e garante que não utilizou o termo “gentalha” para se referir aos cidadãos cabo-verdianos.

“Eu não me estava a referir sequer a uma comunidade, nem disse sequer ‘cabo-verdianos são gentalha’, disse Suzana Garcia.

Recorde-se que em causa estão declarações polémicas da advogada sobre a morte do jovem cabo-verdiano em Bragança, consideradas racistas por muitos comentadores nas redes sociais e mesmo figuras públicas, como Conan Osíris e Rúben Semedo.

Suzana Garcia dirigiu-se especificamente ao dirigente da comunidade SOS Racismo Mamadou Ba e frisou que não ficou provado que no caso da morte do jovem tivesse existido racismo e por isso, foram feitas declarações sem fundamento.

Mamadou Ba tinha referido que o “silêncio sobre a morte de Luís é revelador do racismo em Portugal".

“Não percebo. Tanta polémica criada com a palavra ‘gentalha’ e porque é que não houve a mesma polémica com essa mesma pessoa – eu estou a falar de Mamadou Ba – quando se refere às conclusões que tira”, disse ainda.