Politica

"Este vai ser um ano particularmente exigente para todos os que trabalham no SNS"

Apesar de o setor ser "a grande prioridade do Orçamento do Estado", Marta Temido deixa alerta para quem trabalha no SNS.

A ministra da saúde considerou, esta segunda-feira, que 2020 será “um ano particularmente exigente para todos os que trabalham no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

"Apesar de a saúde ser a grande prioridade do Orçamento do Estado de 2020, este vai ser um ano particularmente exigente para todos os que trabalham no SNS [Serviço Nacional de Saúde]. Para estar à altura do esforço orçamental dos portugueses é preciso garantir que não se perca nenhuma oportunidade de resposta àquilo que esperam de nós", disse Marta Temido, citada pela agência Lusa, na Comissão de Orçamento e Finanças.

"Este é, portanto, o primeiro fundamento para afirmar que a Saúde constitui a grande prioridade orçamental. O fundamento que radica em constatar que, depois de um ciclo de redução houve um ciclo de reposição e estão agora criadas as condições para um ciclo de expansão”, acrescentou.

A governante recordou que a despesa do SNS diminuiu 1.400 milhões de euros entre 2010 e 2012, e que assim se manteve até 2014. Em 2015, a despesa continuou 906 milhões abaixo do valor de 2010.

“Entre 2015 e 2019, a despesa total cresceu 1.635 milhões de euros, principalmente por efeito das despesas com pessoal e com consumos intermédios, como medicamentos e dispositivos", justificou.

Recorde-se que o Orçamento do Estado para 2020 foi aprovado na generalidade, mas ainda falta percorrer um longo caminho até à votação final do documento, agendada para o início de fevereiro. Uma das etapas é precisamente ouvir os responsáveis pelas diferentes pastas e perceber de que forma o Orçamento irá influenciar as várias áreas da governação.