Economia

Crédito à habitação voltou a acelerar em novembro de 2019

Setor financeiro continua a apostar no financiamento para a compra de habitação. Restantes créditos abrandaram.

O crédito à habitação acelerou em Portugal, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) esta terça-feira. O regulador apresentou os números de novembro de 2019, que indicam que os bancos nacionais emprestaram 978 milhões de euros para a compra de casa, durante este período – o valor mais elevado desde junho de 2018.

Este valor significa uma aceleração do crédito à habitação em Portugal, considerando os 950 milhões de euros cedidos por empréstimo e para o mesmo fim no anterior mês de outubro. Os bancos portugueses ultrapassaram a barreira dos 900 milhões de euros no que diz respeito a este crédito pelo terceiro mês consecutivo.

Feitas as contas já apresentadas pelo BdP, até novembro de 2019 foram financiados 9 513 milhões de euros em crédito à habitação. Os valores finais referentes ao ano passado devem ser anunciados no próximo mês de fevereiro.

Restantes créditos descem
No caso do crédito ao consumo, os números apontam para um abrandamento do financiamento, no mês analisado. Em novembro de 2019, o crédito ao consumo baixou para os 466 milhões de euros. Em outubro do mesmo ano, este montante tinha sido 526 milhões de euros. A mesma descida verifica-se em relação ao crédito para outros fins: em novembro este valor atingiu 224 milhões, sendo inferior ao financiamento de 226 milhões contabilizado um mês antes.

O BdP adiantou igualmente que o crédito para empresas também desceu. Em novembro do ano passado, foram cedidos por empréstimo 2 470 milhões de euros a empresas, menos 484 milhões de euros face a outubro.