Sociedade

Mais de 50 alunos reúnem-se na Alameda da Universidade para protestar por mais iluminação

O protesto ocorre duas semanas depois do homícidio do jovem engenheiro de 24 anos, Pedro Fonseca, na zona da Cidade Universitária.

Depois do homícidio do jovem engenheiro de 24 anos, Pedro Fonseca, na zona da Cidade Universitária, várias foram as contestações à falta de segurança e de iluminação na área por parte dos estudantes. Esta terça-feira, duas semanas depois do sucedido, mais de cinquenta alunos reuniram-se na Alameda da Universidade, com uma lanterna na mão, numa iniciativa para 'Iluminar o Campus'. 

Filipe Gomes, presidente da Associação de Estudantes da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, uma das 12 associações organizadoras do protesto, disse que a insegurança nas imediações das faculdades é uma situação que dura há muito tempo e que é preciso encontrar uma solução depressa, junto das reitorias e da Câmara Municipal de Lisboa, citado pela agência Lusa. 

Além da iluminação, os estudantes afirmam ser necessário haver mais policiamento na zona e que seja criada uma linha de contacto direta entre os alunos e as autoridades, para facilitar a denúncia por parte das vítimas.